João Pessoa, 13 de junho de 2024
  1. Início
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Aumento de passagem e insegurança...
Aumento de passagem e insegurança são temas de pronunciamento na CMJP
03.03.2022
Redação

Na sessão ordinária híbrida da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) desta quinta-feira (3), o vereador Carlão (Patriota) abordou o aumento da passagem de ônibus e a insegurança da população por toda Paraíba.  

“Ouvimos sobre empresas fechadas por três meses, sobre decisão do Conselho Tarifário e sobre estudo técnico. Mas quem ouviu como está a população com este aumento tarifário que vai onerar o orçamento familiar? Precisamos de uma comissão para debater esse tema e cobrar os relatórios para mostrar à população. Se a empresa ficou fechada, não gastou óleo diesel e ainda recebe subsídio do Governo Federal para pagamento de pessoal”, afirmou.

Carlão destacou que o Conselho Tarifário deve ser composto por pessoas que façam uso do transporte de ônibus. “Trago essa questão do conselho porque se a gente for no Conselho da Criança e do Adolescente, lá há pessoas que trabalham e atuam no meio de crianças e adolescentes. Se formos ao Conselho do Idoso, encontramos pessoas idosas e instituições que lidam com idosos, que entendem essa realidade. Sou titular do Conselho de Políticas Públicas de Combate às Drogas porque tenho um trabalho, através das artes marciais que tira crianças das drogas, da violência e lá dentro são vários órgãos que entendem de combate e prevenção às drogas. Então temos que colocar pessoas que entendam desse sentimento de andar de ônibus para tentar resolver os problemas. Precisa conhecer os sentimentos das ruas”, ressaltou.

O vereador também destacou que houve isenção de impostos e que essa medida deveria gerar melhorias à população, sendo necessário mostrar quais puderam ser implementadas. “Esta Casa está se posicionando e também busca soluções para esta situação”, afirmou.

Insegurança urbana

Carlão ainda abordou a insegurança por que passa a população paraibana, insatisfeito por João Pessoa estar em terceiro lugar em uma pesquisa sobre o aumento de mortes violentas entre as capitais do Nordeste. “A violência em nossa cidade e em nosso estado aumentou e já somos o terceiro estado da Nação em relação ao aumento do índice de mortes violentas. Precisa haver uma força enérgica do governo estadual para combater o sentimento de impunidade que assola nossa sociedade e perpetua a violência desenfreada. A insegurança pública está tamanha que não se pode mais usar aliança ou levar bolsa para ir a uma igreja.  O governo precisa valorizar os profissionais da Segurança Pública para garantir a tranquilidade da população”, enfatizou.

Compartilhe:
© Copyright 2023. Todos os Direitos Reservados.