João Pessoa, 21 de julho de 2024
  1. Início
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Vereadora aborda participação feminina em...
Vereadora aborda participação feminina em espaços de poder e alerta para o combate à violência
04.08.2022
Redação

Estreante na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), a vereadora Rebeca Sodré (União Brasil) usou a tribuna da Casa para destacar dados sobre a participação feminina nos espaços de poder e alertar para o combate à violência contra as mulheres. A parlamentar ainda convidou a população para sessão especial de sua autoria em alusão ao Agosto Lilás de enfrentamento à violência contra a mulher, que vai acontecer nesta segunda-feira (8), às 15h.

Rebeca Sodré citou dados da União Interparlamentar em um estudo sobre as nações, mostrando que das 192 países do mundo, o Brasil ocupa a posição 142º em participação feminina em espaços de poder. “Isso é um absurdo! Um país como o Afeganistão tem 27% de representação feminina, enquanto no Brasil só temos, pasmem, 12% no Senado e 15% na Câmara Federal. De todas as cidades do Brasil, em 900 nenhuma mulher foi eleita vereadora. Aqui na CMJP tivemos um retrocesso quando em 2016 apenas uma mulher foi eleita”, lamentou a vereadora.

“Fico muito grata de hoje estar nesta Casa ao lado de grandes mulheres, como as vereadoras Helena Holanda, Fabíola Rezende, e em ver que essa participação vem aumentando, mas graças a muita luta. Vimos uma evolução legislativa muito necessária, que conferiu a possibilidade de mais mulheres fazerem parte da vida política, com um percentual de 30 a 70%. Hoje esses 30% são utilizados para as mulheres, mas eu espero que em breve eles sejam utilizados para os homens, porque hoje já representamos quase 53% da população brasileira, mas não vemos isso nos cargos eletivos de poder”, destacou Rebeca, salientando a importância do combate à violência política.

A vereadora convidou os parlamentares e a população em geral para participar da sessão especial de alusão ao Agosto Lilás salientando que, em 2020, mais de 105 mil mulheres foram vítimas de violência doméstica no Brasil. “Que possamos caminhar irmanados, de mãos dadas, porque esta luta não é só da mulher, é da sociedade, é de todos nós. Acredito que a mulher deve caminhar lado a lado, de mãos dadas com os homens para que não tenhamos mais casos de violência, inclusive a política, pois é uma violência pouco discutida e nós sabemos o quanto ela acontece no dia a dia”, alertou Rebeca Sodré, destacando o papel do machismo estrutural nesse tipo de violência.

Os vereadores Tarcísio Jardim (Patriota), Marcos Henriques (PT) e Rinaldo Maranhão (PMB) parabenizaram o discurso da vereadora. Tarcísio Jardim criticou comportamentos machistas e a impunidade em relação aos crimes de violência contra a mulher. Rinaldo Maranhão enfatizou que a participação feminina na política precisa ser incentivada e a criminalização da política combatida. “A violência contra a mulher é algo deplorável. O machismo estrutural existe de fato. A gente só vai poder combater isso dando à mulher a prerrogativa de poder fazer e poder ter políticas públicas”, declarou Marcos Henriques também em aparte.

Compartilhe:
© Copyright 2023. Todos os Direitos Reservados.