João Pessoa, 19 de maio de 2024
  1. Início
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Vereador clama por justiça pela...
Vereador clama por justiça pela morte do médico Ugo Guimarães
25.05.2023
Clarisse Oliveira
Olenildo Nascimento

Médico foi atropelado por um quadriciclo em 2018 em São Miguel do Gostoso (RN)

Na sessão desta quinta-feira (25), na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), o vereador Milanez Neto (PV) relembrou a morte do médico Ugo Guimarães, em 2018 no Rio Grande do Norte, e clamou por justiça no julgamento do acusado de atropelar e matar o médico, que também era tio do parlamentar. “Trago esse assunto não apenas pelo laço familiar mas por uma questão de justiça, para que o esquecimento ou a impunidade não prevaleça contra ninguém”, iniciou.

Milanez Neto explicou que Ugo foi atropelado durante viagem no dia 2 de novembro de 2018, em São Miguel do Gostoso, cerca de 100km da capital Natal, por um quadriciclo dirigido por um cidadão alcoolizado, que saiu do local sem prestar socorro. Segundo o vereador, o médico ainda foi socorrido no pronto atendimento da cidade e transferido para o hospital de Natal, mas não resistiu.

“No dia 18 de novembro, doutor Ugo morre. Consuma-se o assassinato do médico Ugo Guimarães. Não tem outra palavra para um caso como esse. Morre deixando três filhos, seus netos e sua família. Parte o médico Ugo Guimarães precocemente, sem mandar recado. Aí começa o cenário apocalíptico: quem era o condutor? Um promotor de justiça. Quem era para ser exemplo”, afirmou Milanez Neto, salientando que o condutor não fez nenhum pedido de desculpas à família e nenhuma visita durante os 16 dias que o médico ficou internado.

Segundo o parlamentar, a conta do hotel onde o condutor estava foi extraviada e começou a ser dito que o condutor tinha prestado socorro, mas saiu com medo de ser linchado e que o atropelamento não tinha sido na calçada e, sim, no começo da rua. “O silêncio começou a prevalecer, como se nada tivesse acontecido. Mais do que o silêncio, começaram a acontecer tentativas constantes para que o cidadão Sidartha John, que está promotor de justiça, pudesse sair impune a tudo que aconteceu”, afirmou o parlamentar, criticando o jogo entre instâncias no processo, os promotores se averbando suspeitos para não criminalizar o colega e a defesa realizada pelo conselho da categoria dizendo que ele não estava na função de promotor.

Milanez Neto ressaltou que dia 6 de junho o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte vai julgar a aceitação ou não da denúncia contra o acusado. “Enquanto nós tivermos vida, enquanto eu tiver a representação popular na Paraíba, vou lutar para que essa impunidade não prevaleça. Não podemos deixar que o silêncio do Rio Grande do Norte prevaleça sobre um assassinato consumado de um homem de bem”, destacou o parlamentar, acrescentando que vai estar presente e que pretende falar com os promotores e desembargadores do processo para explicar quem foi Dr. Ugo Guimarães para João Pessoa e para a Paraíba.

O vereador Marcos Henriques (PT) prestou solidariedade ao parlamentar e se prontificou para ir junto dia 6 de junho.

Compartilhe:
© Copyright 2023. Todos os Direitos Reservados.