João Pessoa, 13 de junho de 2024
  1. Início
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Transporte público coletivo é tema...
Transporte público coletivo é tema de pronunciamento na CMJP
23.08.2022
Redação

O vereador Junio Leandro (PDT) usou a tribuna da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) para cobrar que seja fiscalizada a contrapartida da concessão de incentivo fiscal às empresas de transporte coletivo da Capital paraibana. Na sessão ordinária desta terça-feira (23), o parlamentar denunciou que mesmo após a pandemia a frota de ônibus da cidade não voltou ao quantitativo normal, causando transtornos à população.

“A pandemia parece que para algumas coisas termina, mas para outras, não. O transporte coletivo de João Pessoa segue defasado e com poucos ônibus em muitos bairros da cidade. A pandemia já esfriou um pouco graças a Deus e a quantidade de ônibus continua pequena. Há uma dificuldade de se pegar ônibus à noite e para quem volta do trabalho após as 21 horas existe uma dificuldade enorme de pegar o transporte coletivo”, denunciou o vereador.

Junio Leandro destacou que as empresas de ônibus demitiram recentemente mais de mil “pais de família”, como cobradores e obrigaram os motoristas a cumprirem dupla função (dirigir e passar troco).  “Estão sobrecarregando esses trabalhadores e pondo em risco a vida dos usuários em ônibus, muitas vezes, superlotados. Está na hora desta Casa tomar providência em relação a isso. Já vi matéria nesta Casa tratando de isenção de imposto, no que tange a 50% do Imposto Sob Serviço (ISS), para essas empresas de ônibus, havendo uma exigência para ser concedida essa isenção. Falavam em ônibus com wifi e ar condicionados em contrapartida. Gostaria de saber se existe em João Pessoa ônibus com ar condicionado e com wifi”, questionou o vereador.

Ele destacou que a população mais carente é quem precisa de isenção em seus impostos. “Quem tem que ter isenção de imposto é o pobre que está dentro das comunidades que não têm condições de pagar uma passagem tão cara com a de nossa cidade. Uma cidade que não é uma metrópole e tem metade do tamanho de algumas capitais e cobra um preço muito mais caro. Nós temos que fiscalizar isso e parar de afrouxar o nó diante destas empresas que só visam ao lucro”, enfatizou. 

Junio Leandro ainda cobrou que os vereadores participem mais efetivamente da discussão em torno dos reajustes das tarifas dos ônibus, pois eles representam de fato o povo da cidade. Outra solicitação dele foi a efetivação dos ônibus acessíveis para garantir a locomoção das pessoas com deficiências.

Em aparte, o vereador Marcos Henriques (PT) corroborou com as palavras de Junio Leandro e ressaltou que os ônibus com wifi e ar condicionado foram promessa de campanha do atual prefeito. “Não vemos isso acontecer e nem há nenhum movimento da gestão para evitar a dupla função e a falta de respeito com a população que está sem a Integração. Na semana passada, estive na Semob para saber sobre esta questão e sobre a superlotação dos veículos”, revelou.

Compartilhe:
© Copyright 2023. Todos os Direitos Reservados.