João Pessoa, 14 de abril de 2024
  1. Início
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Sessão discute importância da representatividade...
Sessão discute importância da representatividade feminina na sociedade
27.03.2024
Cybele Morais
Olenildo Nascimento

Vereadora Eliza Virgínia (PP) propôs o debate

A Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) realizou, na tarde desta quarta-feira (27), sessão especial para discutir a importância da representatividade feminina na sociedade. Na ocasião, foram entregues diplomas “Mulher Notável” a 100 mulheres que se destacam nas áreas do empreendedorismo, saúde, educação, assistência social, e outras. Entre as mulheres homenageadas, estavam Lauremília Lucena, primeira dama de João Pessoa, representada por Janine Lucena, secretária adjunta de Saúde, que também foi homenageada; Socorro Gadelha, secretária municipal de Habitação; Norma Gouveia, secretária de Desenvolvimento Social de João Pessoa; a sargento Tamara Gomes.

A vereadora Eliza Virgínia (PP), autora da sessão, falou sobre a motivação para a realização do debate. “Na Câmara, já houve sessão para homenagear as lutas das mulheres, o feminismo e o empoderamento das mulheres na sociedade. No entanto, algumas delas não são representadas por esse tipo de viés. Por isso, criamos o diploma ‘Mulher Notável’ para homenagear a mulher dona de casa, a mulher de oração e aquela que teve uma ascensão na sociedade, mas que não dependeu do feminismo”, afirmou.

Segundo Eliza, o papel que a mulher desempenha é tão importante que não importa se é dentro ou fora de casa. “Todas as mulheres que estão recebendo o diploma carregam a família, quando dobram os joelhos à noite e ficam pedindo a intercessão de Deus para os seus filhos, ou por serem pastoras, enfermeiras, enfim, mulheres que se sacrificam em prol do bem comum”, acrescentou.

A secretária executiva de Saúde de João Pessoa, Janine Lucena, disse que só as mulheres sabem as batalhas e desafios enfrentados para ocupar os espaços. “Hoje ocupamos lugares de destaque em todos os lugares, seja na política ou no empreendedorismo. Estamos conquistando o direito de sermos o que queremos ser, e a mulher naturalmente já nasce com um dom, que é o de cuidar, e isso faz total diferença para qualquer profissão, pois nós já nascemos preocupadas com o próximo, seja ele o filho, o marido ou o vizinho. Que possamos juntas batalhar para sermos quem quisermos ser”, destacou.

Nena Martins, homenageada e secretária municipal de Políticas Públicas para as Mulheres, defendeu que todas as mulheres já nascem notáveis. “Que os homens possam respeitar o nosso direito de ir e vir, de vestirmos o que quisermos e de fazermos o que quisermos, sempre com muito respeito, claro. Todas as mulheres são notáveis, pois estamos aqui, todos os dias, cuidando de outras mulheres”, declarou.

O vereador Coronel Sobreira (MDB) falou que a mulher pode estar em qualquer lugar que ela acha que a comporta, desde que ela tenha a capacidade técnica e o conhecimento, pois a profissão é impessoal, não requer o gênero. “O papel da mulher na sociedade é muito importante, a partir da casa, da família, que é a mais importante dentro da sociedade”, ratificou. 

Por sua vez, a pastora Andréa Machado, disse que “sem oração não existe sociedade de pé, e tudo deve acontecer na nossa caminhada por meio de oração”.

Concluindo, a mãe da vereadora Eliza Virgínia, Linalva Silva, também homenageada, agradeceu o reconhecimento feito pela CMJP a todas as mulheres que são guerreiras, lutando no dia a dia, tanto no sentido físico do cotidiano, como também no sentido espiritual. “Que as mulheres continuem guerreando, pois quem guerreia tem vitória”, finalizou.

Compartilhe:
© Copyright 2023. Todos os Direitos Reservados.