João Pessoa, 13 de junho de 2024
  1. Início
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Padre pernambucano Marcelo Firmo recebe...
Padre pernambucano Marcelo Firmo recebe Cidadania Pessoense
01.11.2022
Redação

Uma missa em homenagem aos 17 anos de sacerdócio do padre Marcelo Arruda Firmo da Silveira foi celebrada na tarde desta terça-feira, 1º de novembro, na Igreja Nossa Senhora Mãe dos Homens, em Tambiá. Em seguida, foi realizada uma sessão especial para a entrega do título de Cidadania Pessoense ao religioso, nascido em Recife, Pernambuco. A homenagem foi proposta pelo vereador Emano Santos (PV).

“Essa propositura é importante pela história, pelo legado que tem o padre Marcelo Arruda Firmo. Ele tem um trabalho social e na área da saúde muito importante. Com esse título, homenageamos uma pessoa ímpar que realiza um trabalho magnífico”, explicou Emano Santos.

“Sou recifense e não perdi as características de minha terra, mas adquiri novas características. Moro no centro de João pessoa e digo que vivo em um paraíso. Tiro fotos da cidade e mostro às pessoas de fora e muitas delas vêm para cá. Cheguei aqui e fui recebido por três grandes sacerdotes: Monsenhor Abath, Monsenhor Trigueiro e Monsenhor Marcus Trindade. Conheço muitos lugares de João Pessoa, sei onde se compra o melhor feijão de corda, onde é a melhor feira… me tornei um cidadão porque o coração é onde a felicidade se encontra. Hoje, eu olho para mim e vejo as minhas amizades, as pessoas que me acolheram”, contou ele.

Também prestigiou a homenagem o vereador Carlão (PL): “Estamos aqui como homens católicos, consagrados, celebrando essa solenidade em solo sagrado, onde se celebram as missas, onde se eleva o corpo de Cristo, onde tem a salvação da humanidade. Padre Marcelo é muito querido e eu lembro São Francisco de Assis que dizia que se visse um anjo e um sacerdote, beijaria primeiro a mão do sacerdote porque aquele que o anjo adora é o sacerdote que nos traz. Fico muito feliz de homenagear esse grande sacerdote”, disse o parlamentar.

Padre Marcelo entrou no Mosteiro de São Bento em 1996 e chegou à Paraíba pelas mãos de Dom Marcelo Cavalheira, passando a morar no Seminário Imaculada Conceição, ligado à Arquidiocese da Paraíba, onde ministrou curso de liturgia na Paróquia de Lourdes, paralelamente a outras atividades na Paróquia de Santa Júlia, com monselhor Virgílio Almeida. Na Catedral Metropolitana, foi estagiário acolhido por monsenhor João Eudes, e ordenou-se em 5 de maio de 2004, pelas mãos de Dom Marcelo, e em 1º de novembro de 2005, na Catedral Basílica, o arcebispo da Paraíba, Dom Aldo de Cillo Pagotto ordenou-o sacerdote. A primeira paróquia que padre Marcelo assumiu foi a de Nossa Senhora da Conceição de Sertãozinho (PB), Diocese de Guarabira, acolhido por Dom Antônio Muniz Fernandes.

Fotos: Juliana Santos
Compartilhe:
© Copyright 2023. Todos os Direitos Reservados.