João Pessoa, 19 de maio de 2024
  1. Início
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Mudança do Centro Regional de...
Mudança do Centro Regional de Referência em Saúde do Trabalhador causa preocupação
12.03.2024
Damião Rodrigues
Olenildo Nascimento

Segundo o vereador Marcos Henriques (PT), a remoção do Cerest deve precarizar os serviços prestados ao trabalhador

O vereador Marcos Henriques (PT) usou a tribuna da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) para exaltar o trabalho realizado pelo Centro Regional de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest). Na sessão ordinária desta manhã (12), o parlamentar anunciou que a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) pretende mudar a localização do Centro, o que, segundo ele, deve precarizar os serviços prestados ao trabalhador. 

“Trago hoje um tema de extrema importância: a saúde do trabalhador. Criamos alguns mecanismos através dos quais o município oferece atendimento especializado à saúde do trabalhador, como o Centro de Referencia de Saúde do Trabalhador (Cerest), que acolhe os trabalhadores e constata in loco os problemas relacionados ao mundo do trabalho”, explicou.

O vereador enfatizou que existem parcerias entre os sindicatos, Ministério Público (MP) e esses centros para que esse trabalho flua de maneira mais oportuna e formal.  “Esse trabalho pode ocorrer de maneira a perceber que existem problemas e que a empresa não adota as medidas necessárias para garantir a proteção para evitar acidentes de trabalho. Também observa todo processo de trabalho e identifica os riscos físicos que os profissionais podem correr. O Cerest presta assistência municipal a pacientes oriundos de 64 municípios, que compõem a primeira macro região da Paraíba. Lutamos para que João Pessoa tenha um local de acolhimento compatível com a Capital paraibana”, asseverou. 

Segundo o vereador, a PMJP está querendo retirar o Cerest do local onde se encontra para outra região, ainda não conhecida. “A Prefeitura deve estar querendo precarizar o serviço prestado aos trabalhadores de 64 municípios, que ficarão descobertos. Possivelmente o Centro será sublocado em área que não ofereça o mesmo acolhimento”, alertou.

Ele revelou que o Centro será substituído por outros serviços voltados aos portadores da Síndrome de Down e o Espectro Autista. “Não pode cobrir um santo e descobrir outro. Quero rechaçar esta atitude da Prefeitura de precarizar um órgão que está dando certo. Venho chamar atenção da PMJP sobre essa preocupação de toda rede de trabalhadores. Todos estão preocupados com essa mudança, que deve ocorrer ainda esta semana. Vamos procurar o MP, que entende a importância desse Centro, além de todos os órgãos relacionados ao assunto para evitar essa ação. Estou nesta tribuna porque fui eleito pela classe trabalhadora”, asseverou.  

Compartilhe:
© Copyright 2023. Todos os Direitos Reservados.