João Pessoa, 19 de maio de 2024
  1. Início
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Mais qualidade de vida para...
Mais qualidade de vida para pessoas com autismo é debatida em sessão especial
22.03.2023
Cybele Morais
Juliana Santos

Vereador Guga (PP) foi o autor da propositura

A Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) realizou na tarde desta quarta-feira (22) sessão especial para discutir como oferecer mais qualidade de vida para as pessoas com transtorno do espectro autista (TEA). A sessão foi proposta pelo vereador Guga (PP) que falou da importância de debater a causa junto a familiares e entidades que atuam no suporte à pessoa autista.

“Enxergamos que não só as pessoas que possuem autismo, como também as mães deles, necessitam ser ouvidas e precisam de atenção, com a criação de políticas públicas voltadas a elas. Pretendemos com a realização dessa sessão ser um elo entre o poder público e essas pessoas, ouvindo, sobretudo, os familiares que lidam diariamente com as pessoas autistas, para saber quais são as principais necessidades, dificuldades que são enfrentadas”, afirmou.

Alice Santos, representante da FUNAD (Fundação Centro Integrado de Apoio à Pessoa com Deficiência), afirmou que a sessão especial, para além de trazer o tema da representatividade, também gera muitas reflexões e desafios a serem discutidos. “O autismo é um desafio para as mães, como também para os profissionais e gestores públicos, tanto para quem fomenta as políticas públicas, como para quem implementa essas políticas. No entanto, por mais que ainda tenhamos muitas lutas a travar, temos muitas vitórias a comemorar, a exemplo da rede composta de treze pontos de atendimento às pessoas com deficiência de um modo geral no estado, alguns de gestão estadual e outros de gestão municipal. A rede CER (Centros Especializados em Reabilitação) atende hoje 841 autistas, somente nos serviços de gestão estadual. Além disso, temos três CAA (Centro de Atendimento ao Autista) que atendem mais 883 autistas, totalizando 1.724 pessoas com TEA atendidas. É uma luta incessante, incansável que não deve e não vai parar”, acrescentou.

A representante da secretaria municipal de Educação, Rejane Lira, disse que a rede municipal de educação possui hoje 1.200 estudantes autistas, fechado em 2022, e para 2023 haverá um acréscimo de 30% desse público matriculado na rede municipal de João Pessoa. “Nós precisamos cada vez mais evidenciar as políticas, não só lançar, como implementar e fiscalizar, pois o tripé das políticas públicas se sustenta nessa base. Se não há esse tripé, nós não temos como garantir esses serviços e eles hoje são essenciais para a inclusão da pessoa com autismo na sociedade civil organizada”, destacou. 

Caio César, representante da OAB, falou que a sessão especial foi uma oportunidade de edificar e construir para somar esforços. “Quando nós temos a chance de ocupar os espaços públicos de poder a convite de um legislador para debater os nossos problemas, nós precisamos aproveitar da melhor maneira possível”, defendeu.

Para o vereador Coronel Sobreira (MDB), as autoridades precisam tomar pé para fomentar o engajamento de outras pessoas que lidam com essa questão na sociedade, com o intuito de aumentar as políticas públicas relacionadas às pessoas com autismo.

Paulo Roberto de Paula, diretor da Associação Integrada de Mães de Autistas, pontuou o momento como uma excelente oportunidade para suscitar ideias para buscar políticas públicas que venham contribuir com a bandeira da pessoa autista. “Foi através de uma sessão como esta no ano passado que conseguimos levar para a Instituição uma cadeira odontológica para atendimento as crianças autistas de forma gratuita, por isso é muito importante correr atrás de debates que venham ajudar essa população, sobretudo às famílias que já sofrem com pessoas com transtorno do espectro autista”, finalizou.

Compartilhe:
© Copyright 2023. Todos os Direitos Reservados.