João Pessoa, 19 de maio de 2024
  1. Início
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Legado de José Maranhão é...
Legado de José Maranhão é lembrado por amigos, familiares e autoridades na CMJP
05.04.2024
Clarisse Oliveira e Damião Rodrigues
Olenildo Nascimento

Sessão Solene de homenagem póstuma ao ex-governador foi proposta pelo vereador Milanez Neto (PV)

O ex-governador da Paraíba José Targino Maranhão recebeu homenagem póstuma, em sessão solene realizada na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), na manhã desta sexta-feira (5).  Familiares, amigos, políticos e autoridades lotaram as galerias da Casa para prestigiar a solenidade, proposta pelo vereador Milanez Neto (PV).

Compuseram a mesa, além do propositor da sessão, o vereador Odon Bezerra (PSB), que secretariou os trabalhos, o vereador Coronel Kelson (PRD); a desembargadora e viúva do homenageado Fátima Moraes Bezerra Cavalcanti Maranhão; a vice-presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJ-PB), desembargadora Maria das Graças; o secretário-chefe do governo do Estado, Roberto Paulino, representando o governador João Azevedo; o deputado federal Ranieri Paulino (Republicanos); o deputado estadual, Anderson Monteiro (MDB); e o presidente da Academia Paraibana de Letras, Ramalho Leite.

Antes de iniciar seu discurso, o vereador Fernando Milanez fez questão de destacar a posição da desembargadora Fátima Maranhão como esposa, companheira e mãe. “Com certeza, ao lado de um grande homem, sempre vem uma grande mulher. Nada mais importante ao falar de Maranhão do que falar da desembargadora Fátima Maranhão”, afirmou.

Para Milanez, o homenageado representa o ‘fazer política’ em sua essência, sempre em prol da população. “Seus ensinamentos estão na memória. O que Maranhão fez com mais vontade na vida foi ser político. Ele foi pai de tantos Joãos e Marias, sempre tomando conta deste povo. Enquanto deputado e senador, lutou e defendeu nossa cidade. Maranhão partiu fazendo o que mais gostava, que era política”, testemunhou Milanez.

O vereador ainda firmou que, enquanto eu estiver na vida pública, sempre irá fazer referência à Maranhão. “Ele sempre será lembrado e seguido em minha vida pública, porque trouxe modernidade ao homem do candeeiro e pá preparada para todas as obras em nosso estado. Foi um homem humilde, simples e destemido, que tem uma história escrita com amor e responsabilidade pela Paraíba. Enquanto exercer mandato, vou lembrar de Wilson Braga, Humberto Lucena, Ronaldo Cunha Lima, Antônio Mariz e José Maranhão. Esses homens nos dão orgulho de dizer que somos políticos e lutamos pela Paraíba”, destacou.

A desembargadora e viúva do homenageado, Fátima Moraes Bezerra Cavalcanti Maranhão, agradeceu a presença de todos e a iniciativa da homenagem realizada. “Vejo aqui um auditório e mesa somente de amigos de José Maranhão. Cada um contaria uma história”, garantiu. “Não tenho nada a pedir, só agradecer pelo privilégio de ter sido esposa e de continuar a amar José Targino Maranhão”, enfatizou.

O deputado federal Raniery Paulino parabenizou a iniciativa da homenagem, afirmou que defende os postulados ‘maranhenses’ e que sente saudades de José Maranhão. “Sim, tenho muita saudade e sinto muito a ausência de Maranhão como pai, como conselheiro. Para mim, ele era como farol, como norte. Mas, ele pode estar presente no nosso dia a dia, porque ele não é apenas um nome, um substantivo, ele se tornou um adjetivo. Quando uma pessoa é altiva, proba, correta, ela é ‘José Maranhão’. Nós podemos ser o ‘José Maranhão’ do nosso dia a dia”, destacou o deputado, clamando por mais sessões como essa.

O escritor Sales Galdêncio, autor da biografia do homenageado, enfatizou que se Maranhão estivesse vivo estaria fazendo política e vivendo em função do MDB. “Ele cuidava e respirava o MDB. A biografia de Maranhão está inserida na vida e no cotidiano de João Pessoa. Vou tratar aqui de um item de sua biografia, que foi sua preocupação com o patrimônio histórico e a cultura da Paraíba. Ele reformava, reutilizava e reativava os bens tombados”, asseverou. O biógrafo citou diversas obras de restauração realizadas pelo ex-governador, tais como a Igreja de São Bento, o Largo de São Pedro Gonçalves, o Hotel Globo, a Matriz de Araruna, o Teatro de Cajazeiras e o Cine São José, em Campina Grande. “Maranhão continua vivo e na memória do povo paraibano”, afirmou.

O deputado estadual Anderson Monteiro destacou sua emoção em participar de tão “bela  homenagem”. “Uma homenagem que desta nos deixa felizes e orgulhosos por participar dela. Maranhão foi um homem que fazia a boa política e inspirou fortemente inúmeras vidas. Também destaco a altivez e a postura da desembargadora Fátima Bezerra, que cativava nas visitas que fazíamos à sua casa. Maranhão foi um exemplo de vida. Buscou o desenvolvimento, que marcou sua trajetória, sempre com retidão, caráter e austeridade. Ele foi um exemplo de boa política que nos inspira a sermos cada vez melhores”, declarou. 

Vereadores ressaltam importância de José Maranhão

Odon Bezerra destacou que José Maranhão era amado pelos eleitores e amigos, e respeitado pelos seus adversários políticos. “Isso é muito difícil no âmbito da política”, avaliou. O vereador ainda ressaltou o papel marcante do homenageado na história. “Maranhão fica cravejado na história da Paraíba, não apenas nas obras que ele fez de pedra e cal, mas, principalmente, na memória das pessoas que tiveram algum convívio com ele, nem que seja de poucos minutos, para sentir um homem preocupado com o bem comum”, enfatizou.

A vereadora Eliza Virgínia (PP) fez questão de proferir algumas palavras sobre o homenageado para destacar a influência dele em sua trajetória política. “Maranhão teve grande importância nos meus primeiros passos na política e em nossa família, junto ao meu pai. Ele era brincalhão como meu pai. Não poderia estar ausente desta homenagem a este mestre de obras, que fez grandes construções na nossa Paraíba. Esse grande legislador e executivo fez a Paraíba crescer e aparecer até em nível nacional” alegou.

O vereador Coronel Kelson enfatizou a humildade e simplicidade do homenageado. “Não tive a felicidade, que a grande maioria das pessoas que está aqui teve, de conviver com José Targino Maranhão. Mas, o pouco que convivi, conheci um homem de humildade e simplicidade que me cativaram de imediato”, destacou, acrescentando que a Casa está sempre aberta para homenagens como esta.

Compartilhe:
© Copyright 2023. Todos os Direitos Reservados.