João Pessoa, 13 de julho de 2024
  1. Início
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Dia Mundial do Turismo e...
Dia Mundial do Turismo e do Turismólogo são celebrados na CMJP
26.09.2022
Redação

Uma sessão solene muito prestigiada celebrou na tarde desta segunda-feira, 26, o Dia Mundial do Turismo e Dia do Turismólogo, comemorados nesta terça, 27. A proposta da homenagem foi do vereador Bruno Farias (Cidadania) que presidiu a solenidade e foi o primeiro a discursar:

“Amanhã, 27 de setembro, comemoraremos o ‘Dia Mundial do Turismo’ e, por fundamental importância e similaridade, também celebraremos o ‘Dia do Turismólogo, profissional responsável pelo planejamento de ações e execução de projetos que fomentam a atividade. Nesta data devemos ressaltar a importância social, cultural e econômica do turismo. Mas, para além disso, essa atividade é importante para a conservação de espaços e monumentos históricos e para a ampliação de nossos horizontes culturais. Talvez não seja exagerado afirmar que o turismo é das atividades humanas com maior potencial integrador do planeta. A sua base é o prazer. O prazer de viajar, de conhecer, de descobrir, de usufruir, de aprender”, destacou Bruno.

Para o parlamentar, que já foi secretário de Turismo da capital entre maio de 2014 e maio de 2015, esse é um dos setores-chave do desenvolvimento econômico e por isso a atual gestão municipal tem investido na construção e renovação de infraestruturas, bem como nas de acolhimento turísticos, criando, ao mesmo tempo, condições que atraem investimentos estrangeiros neste setor. “O Turismo é gerador de oportunidades de desenvolvimento. E como tal deve ser tratado”.

Bruno revelou ainda que está discutindo com a Secretaria da Receita Municipal, a Secretaria de Turismo e a Procuradoria Geral do Município a elaboração de uma lei prevendo a redução de ISS, durante a baixa temporada, a fim de incentivar os serviços relacionados a atividades de entretenimento e eventos em geral, uma vez que o turismo é atividade essencial à economia de João Pessoa, cidade que oferece uma diversidade de atrações. “Isso porque João Pessoa vem perdendo atratividade se comparada a outras Capitais que já possuem alíquotas que variam de 2 a 3% para esses serviços, servindo, portanto, de alternativa mais viável economicamente para a realização de atividades de entretenimento e eventos de diversas naturezas”, acrescentou Bruno Farias.

O secretário de Turismo de João Pessoa, Daniel Rodrigues, afirmou que a capital da Paraíba vive um momento de avanço atuando junto com a Empresa Paraibana de Turismo (PBTUR) e também com a Câmara Municipal. “Enviamos para cá um projeto que permite o investimento de mídia e promoção em rede nacional e internacional na Escola de Samba Dragões da Real de São Paulo. Durante 1h05 de transmissão ao vivo para 25 países durante o carnaval de 2023. Isso é só uma das muitas pautas tratadas por nós”, exemplificou citando a abertura do Centro de Atendimento ao Turista (CAT) no Bosque dos Sonhos e a oferta de uma unidade móvel do CAT circulando pelos principais pontos turísticos pessoenses.

Na sequência, a presidente da PBTur, Ruth Avelino, elogiou a iniciativa do vereador de exaltar a importãncia do turismo e citou números. “De cada 10 empregos gerados no mundo, três são para a atividade turística. E ela mexe diretamente com outros 500 itens da economia. Qualquer atividade da economia é impactada pelo turismo”. Ruth lamentou que na gestão pública brasileira o turismo ainda seja encarado como “entretenimento”. “Nós somos gestores da economia e da geração de empregos. É muito bom quando um governador como João Azevêdo e um prefeito como Cícero Lucena reconhecem a importância do turismo”.

Já o secretário executivo de Turismo da capital, Ferdinando Lucena, que é turismólogo, registrou a abertura da Câmara Municipal de João Pessoa para valorizar os profissionais e a atividade turística da município. “As marcas da gestão municipal e estadual é de dialogar com todos os representantes do segmento turístico e a CMJP sempre abriu espaços para essas discussões. O vereador Bruno Farias sempre em seus mandatos esteve presente na valorização do turismo”.

Outro a fazer uso da palavra foi o sub-comandante do Batalhão Especializado em Policiamento Turístico da Polícia Militar da Paraíba, Major Cassimiro parabenizou a iniciativa da CMJP e do vereador Bruno Farias de promover a sessão. “Temos um potencial enorme de crescimento e uma cadeia produtiva de possibilidades praticamente infinita e a Segurança Pública é parceira nessa luta”.

O secretário adjunto do Desenvolvimento Econômico de João Pessoa, João Bosco Ferraz, igualmente parabenizou a iniciativa de homenagear e ao mesmo tempo discutir a atuação dos profissionais de turismo, destacando a importância do setor para o incremendo da economia. “A Paraíba, mesmo durante a pandemia, assim como João Pessoa,proporcionalmente foram o Estado e a capital que mais gerou emprego em 2021, com saldo positivo. O que nos levou a isso foi a vacinação oferecida maciçamente aqui, além do cuidado com o bem estar da população oferecidos pelo Estado e pelo Município. Continuamos assim em 2022, exceto pelo mês de janeiro, mas prosseguindo a partir de fevereiro”.

Também esteve na tribuna Vitor Freire, comandandante da Guarda Civil Metropolitana (GCM), ressaltando a necessidade da atuação integrada dos diversos órgãos públicos no suporte à atividade turística, assim como também a Segurança Pública depende da colaboração de outras entidades. “O turismo vai muito além da arrecadação financeira. Ele contribui para a reorganização da cidade. Quando se reclama da falta de iluminação, de segurança ou de poda em um ponto do município, as instâncias saem da inércia e ajudam a melhorar a sociedade. Arrecadar é primordial, mas a contribuição é muito maior”, explicou.

O último a se pronunciar foi Marcelo Gomes, que atua de maneira pioneira como guia de turismo de João Pessoa. “Somos hoje o 10º destino mais procurado. Muita coisa mudou e é preciso criar mais opções de infraestrutura e acesso. Haveremos de fazer tudo isso para reconquistar os turistas estrangeiros. Algo que sempre me preocupou foi a sensibilização da comunidade local. Aprendi que se o turismo não é bom para a comunidade não é bom para ninguém. É preciso também que nossos políticos respirem turismo”, disse, alertando também para um problema que julgou seríssimo que é a atuação clandestina de pessoas que se passam por guias. “É indispensável buscar um profissional capacitado e credenciado para que não haja prejuízos para os turistas”.

Fotos: Juliana Santos

Compartilhe:
© Copyright 2023. Todos os Direitos Reservados.