João Pessoa, 19 de maio de 2024
  1. Início
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Da tribuna da CMJP, vereador...
Da tribuna da CMJP, vereador explica conflito em Gaza
22.02.2024
Damião Rodrigues
Olenildo Nascimento

Bruno Farias partiu da genealogia bíblica até eventos históricos para explicar as razões do conflito

Na manhã desta quinta-feira (22), o vereador Bruno Farias (Cidadania) usou a tribuna da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) para fazer uma ampla explicação sobre o conflito entre Israel e a Palestina. O vereador partiu da genealogia bíblica até eventos históricos para explicar as razões do conflito entre esses dois povos que é antigo, mas eclodiu mais recentemente desde o ano passado na faixa de Gaza.

“Esse é um assunto por demais complexo que tem raízes históricas muito profundas e muito antigas. A região em si é uma região que ao longo da história viveu em permanente guerra. Permitam-me trazer apontamentos que vão trazer luz a respeito do tema”, iniciou sua explanação com a conquista da região por parte de Abraão, a formação do povo árabe e toda sua peregrinação pelas terras conflituosas, segundo a Bíblia. 

De acordo com o vereador, o povo hebreu sofreu com expulsões das terras onde vivia e migrou para varias localidades do mundo, além de sofrerem o antissemitismo mundo afora, primeiro porque prosperaram financeiramente e começaram a emprestar a juros altos, gerando inveja e o antessemitismo por questões econômicas; depois, ao não se sujeitarem à soberania romana e despertaram o antissemitismo político e em seguida com a adoção da religião cristão e seu deicídio (morte de Deus), o antissemitismo passa a ser religioso. Além de tudo isso, o parlamentar citou a disputa por terras entre os israelitas e palestinos que se assentaram na região, que se assoberbou em setembro do ano passado com ataques terroristas do grupo Hamas a Israel, que revidou com ataques que causaram a morte de diversos civis palestinos. “O mundo quer paz e precisa de diálogo para quem sabe a criação de dois Estados; o estado de Israel e o estado palestino”, finalizou. 

Assista o pronunciamento (explanação) na íntegra aqui (1.21.00)

Compartilhe:
© Copyright 2023. Todos os Direitos Reservados.