João Pessoa, 13 de junho de 2024
  1. Início
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Campanha da Fraternidade 2022 da...
Campanha da Fraternidade 2022 da CNBB é debatida em sessão especial
29.03.2022
Redação

Solenidade foi proposta pelo vereador Carlão (Patriota) e reuniu representantes da igreja e da secretaria municipal de Educação

A Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) debateu a Campanha da Fraternidade 2022 em sessão especial realizada na tarde desta terça-feira (29). A solenidade reuniu diversos representantes da igreja católica, além de representantes da secretaria municipal de educação. Este ano a Campanha da Fraternidade tem como tema “Fraternidade e Educação” e o “Fala com sabedoria e ensina com amor”.

O vereador Carlão (Patriota), autor da propositura, afirmou que uma boa educação só pode ser construída com fraternidade. “Se nós falarmos do lema da Campanha da Fraternidade, de falar com sabedoria é ensinar com amor, nós estaremos falando de Jesus, a pessoa que mais ensinou com amor. É pela falta de educação que podemos ver o avanço da violência e pela falta da fraternidade que podemos ver que as pessoas andam insensíveis e desacostumadas com o bem e essa cultura e essa obrigação de um servo de Cristo, de um homem bom e de uma mulher de bem, deve ser de transmitir a fraternidade e fazer dela tema de educação, dentro das salas de aulas, para que os jovens possam crescer humanos”, afirmou.  

O padre Luiz Júnior, vigário geral da Arquidiocese da Paraíba, explicou que a Campanha da Fraternidade deve abordar todos os anos um tema ligado às realidades sociais porque a conversão individual passa também pela conversão da sociedade. “A mudança deve ser pessoal, mas a sociedade também deve ser convertida e não há nenhuma realidade humana que não mereça ser iluminada pelo evangelho. E o tema da Campanha da Fraternidade, educação e fraternidade, deve permear nossas relações e tocar nossos corações e o poder público deve se debruçar sobre o tema da educação para que a gente possa colocar em prática tantas coisas bonitas que a igreja oferece, não como a última palavra, mas com uma palavra qualificada de quem é perita em humanidade”, pontuou.

A representante da secretaria municipal de educação, Aucilene da Costa Andrade, acrescentou que o tema da Campanha da Fraternidade desse ano não poderia ter sido melhor, dado o cenário vivido desde 2020. “Inicialmente esse cenário provocou a saúde, mas atualmente ele gera a grande preocupação para a educação, pois um novo cenário de guerra se apresenta. É preciso pensar qual o meu papel como pessoa diante desse cenário e a educação proposta pela Campanha da Fraternidade, no sentido de fortalecer o sujeito na sua autonomia, com direito a uma educação de qualidade é imprescindível”, concluiu.

A sessão também contou com a participação do diácono Iran, além do representante da Comunidade Somos de Jesus, de Mamanguape, irmão Tancredo, entre outros.

Compartilhe:
© Copyright 2023. Todos os Direitos Reservados.