João Pessoa, 24 de junho de 2024
  1. Início
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. “A virtude está está no...
“A virtude está está no meio”, defende vereador sobre cenário político nacional
03.05.2022
Redação

O vereador Bruno Farias (Cidadania) rechaçou os extremos e defendeu ‘a virtude do meio’, no que se refere ao cenário político nacional. O parlamentar foi o segundo orador na sessão ordinária desta terça-feira (3), da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP).

“Aristóteles estava certo: a virtude está no meio. A virtude no nosso comportamento pessoal e nas nossas posturas públicas está no centro, no equilíbrio. Fico preocupado quando vejo forças antagônicas se digladiando, porque quem está no meio delas é a população brasileira, que se sente espremida, sufocada e que pede socorro. O que quero para o meu país não é a extrema direita ou a extrema esquerda, são homens públicos que possam dialogar com a esquerda e a direita em favor da população. Chega de extremos e radicalismos”, defendeu o parlamentar.

De acordo com Bruno Farias, é preciso que o próximo governo represente a diversidade existente no país. “Quero que o governo do meu país represente todas as cores, a diversidade das riquezas, dos problemas, com a multiplicidade dos obstáculos que temos que ultrapassar, é isso que merece o povo brasileiro”, afirmou o parlamentar, acrescentando que não quer um governo de corrupção, de intolerâncias.

“O Brasil necessita de um governo que esteja conectado com o século XXI, que respeite as identidades de gênero, os pensamentos contrários. Que faça da administração uma balança, equilibrando os interesses difusos, coletivos e muitas vezes conflitantes que pairam sobre o horizonte nacional. Precisamos de um governo que possa estimular a iniciativa privada, diminuir a carga tributária, pois só assim a gente consegue criar empregos. Mas que não se esqueça do olhar social na educação, na saúde, na segurança pública”, explicou.

Para o parlamentar, que se considera otimista, a solução está no centro, com a criação de outras vias alternativas às extremas direita e esquerda da política. “Espero que o centro democrático, em uma grande coalizão de forças, possa apresentar um nome que apresente a virtude que reside no meio, e não nas pontas”, destacou, enfatizando que, na vida pública, se considera ‘radical do centro’.

Marcos Henriques (PT) concordou com o parlamentar, afirmando que o governo petista teve respeito por todas as classes sociais. “Não acredito que o governo Lula seja extremista. Tanto que chamou Geraldo Alckmin para compor sua chapa, tendo a dimensão de que não se governa só, se governa com os diferentes, debatendo uma linha de igualdade social. Em concepção de governo, concordo plenamente com vossa excelência, nos preceitos importantes para uma sociedade justa e igualitária”, declarou.

Também concordando com Bruno Farias, porém com o pensamento diferente, o vereador Carlão (PL) afirmou que é preciso união. “É uma importante pauta, a ideia de conciliação e mediação, de unir direita, esquerda e podar os extremos. Concordo que o equilíbrio está no centro, mas é preciso entender que direita, esquerda e centro caminhando para o bem da cidade e da Paraíba a gente vence muito mais”, declarou o parlamentar.

Compartilhe:
© Copyright 2023. Todos os Direitos Reservados.