Vereadora agradece votos recebidos e lamenta não ter sido reeleita

por Damião Rodrigues — publicado 18/11/2020 15h45, última modificação 18/11/2020 16h07
Colaboradores: Foto: Juliana Santos
“Fui muito bem votada, mas não fui eleita”, celebrou e lamentou Sandra Marrocos (PT)

Na sessão ordinária da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJ) desta quarta-feira (18), a vereadora Sandra Marrocos (PT) usou a tribuna para agradecer a população da Capital pela votação recebida no último pleito. “Fui muito bem votada, mas não fui eleita”, celebrou e lamentou a vereadora. 

“Trago uma fala de gratidão pelos 3.481 votos recebidos pelo povo de João Pessoa, no último dia 15. Em um momento tão crítico, essas pessoas saíram de suas casas para me confiar seu voto. Sou uma vitoriosa. Sete homens conseguiram ser eleitos com votação menor que a minha. Mas, é o que está previsto na legislação eleitoral, então, temos que aceitar”, refletiu a petista. 

Sandra Marrocos lamentou não ter seu mandato reeditado, e destacou que apenas uma mulher foi eleita para a CMJP. “Isso é um retrocesso, porque as mulheres precisam estar nos espaços de poder. Seria ótimo ter voltado junto com a vereadora Raissa Lacerda, uma mulher combativa, e a vereadora Helena Holanda, com toda sua experiência”, afirmou. 

A vereadora também destacou que seu mandato iniciou as ações para a construção do Parque Linear das três ruas, nos Bancários. Ela alegou que um dos candidatos a prefeito de João Pessoa teria tomado para si esta ação. 

“Estou triste por não ter reeditado um novo mandato, mas não vou baixar a cabeça. Seguirei na minha luta pelos direitos das mulheres, do movimento LGBTQIA+ e do povo de África, tão desfavorecido neste país. Lembro a esta Casa que existe um vírus mortal que continua dizimando a nossa população, e que precisamos dar atenção aos menos favorecidos, porque o desemprego só aumenta com essa situação agravada”, destacou a parlamentar.                                               

Apartes 

O vereador Marcos Henriques (PT) se emocionou ao parabenizar a vereadora por sua votação. “A senhora é grande. Cada dia vejo a grandiosidade de sua honestidade política. Vai ser difícil não tê-la mais na CMJP. Sempre estivemos juntos, e aprendi muito com a senhora sobre honra, companheirismo, solidariedade e respeito. A senhora jamais vai sair da política, porque está no seu sangue”, comentou. 

Já o vereador Zezinho Botafogo (Cidadania) destacou a garra e a determinação da parlamentar, e deixou seu mandato à sua disposição. O vereador Thiago Lucena (PRTB) disse que será uma grande perda para a Câmara não ter a vereadora nas cadeiras da Casa. “Sua votação foi expressiva, não baixe a cabeça. Desejo que a senhora continue sua luta, contribuindo para o fortalecimento da democracia em nossa cidade”, ensejou.