CMJP recebe entidades em defesa de pessoas com deficiência, autistas e empreendedorismo feminino

por Clarisse Oliveira — publicado 26/11/2020 14h25, última modificação 26/11/2020 14h25
Instituições pediram apoio dos vereadores para investimentos em projetos sociais por meio das emendas parlamentares na LOA 2021

O presidente da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), vereador João Corujinha (Progressistas), recebeu, na manhã da última quarta-feira (25), representantes de três instituições sociais. O objetivo da visita foi buscar apoio do Legislativo Municipal para projetos voltados para pessoas com deficiência, autistas e empreendedorismo feminino.

Estiveram presentes os vereadores Bruno Farias (Cidadania), Bosquinho (PV) e Damásio Franca (Progressistas), este, presidente da Comissão de Finanças, Orçamento e Obras Públicas (CFO) da Casa e relator da Lei Orçamentária Anual (LOA) 2021; além de representantes da Associação Integrada de Mães Autistas (A-IMA-JP), da Assessoria e Consultoria para Inclusão Social (AC Social) e da Associação Recreativa e Cultural do Jardim Treze de Maio (ARC Capacitações e Inclusões).

O presidente João Corujinha lembrou que em 2021 entram em vigor as emendas impositivas, de execução obrigatória, e que os parlamentares estão no período de elaboração das peças para destinação de investimentos. “Recebemos entidades voltadas para o autismo, empreendedorismo feminino e pessoas com deficiência, que apresentaram projetos muito bons, que poderão ser atendidos através de emendas à LOA”, afirmou.

O presidente da AC Social, Genilson Lima, destacou a importância das parcerias para que os projetos sejam executados. “Chegou a hora da gente se unir, ficar mais forte com as políticas públicas da pessoa com deficiência. As emendas impositivas contribuem para que nosso plano de trabalho possa ser executado, com ação mais concreta”, enfatizou.

“As emendas impositivas vão ajudar a dar continuação a projetos que têm uma relevância social gigante, que é elevar autoestima e oferecer atividades as para crianças e outras pessoas que participam deles”, afirmou a presidente da A-IMA-JP, Elaine Araújo.

A presidente da ARC Capacitações e Inclusões, Angélica Lucena, enfatizou a importância do trabalho em conjunto. “Nosso encontro foi para estabelecer parceria, no sentido de fazermos uma colaboração mútua, para que juntos façamos um projeto ampliado para a cidade, com a participação desses três atores”, afirmou.

Como exemplo de trabalho em conjunto entre as entidades, ela citou o acolhimento da ARC, sob o olhar do empreendedorismo feminino, da mãe do autista, que precisa se dedicar ao filho, para que ela consiga desenvolver, dentro de casa, uma atividade que gere renda. “São treinamentos e cursos, além da motivação, que aplicamos através de conteúdos, que fazem a diferença na vida dessas mães”, ressaltou Angélica.